19.12.2018

De acordo com o artigo 10.º do Regulamento n.º 282/2011, do InCI (actual IMPIC), todos os dirigentes e empregados das entidades imobiliárias cujas funções sejam relevantes para efeitos de prevenção do branqueamento de capitais devem frequentar formação sobre o tema.

Esta formação é obrigatória! O incumprimento é punível com coima de 5.000 € a 500.000 € ou de 2.500 € a 250.000 €, consoante os agentes sejam pessoas colectivas ou singulares!!!

Não esqueça de cumprir as suas obrigações legais. Conheça a legislação referente ao branqueamento de capitais e saiba quais os diferentes deveres no âmbito da mediação imobiliária!!!

– Legislação e evolução do quadro legal do branqueamento de capitais em Portugal.
– Os deveres previstos na Lei n.º 83/2017, de 18 de Agosto.
– Destinatários dos deveres.
– A actividade de mediação imobiliária em particular.
– As principais formas de combate ao branqueamento de capitais.
– Declarações obrigatórias, prazos, fiscalização e coimas.

Formação obrigatória para todos os profissionais do sector imobiliário, de acordo com o artigo 10.º do Regulamento n.º 282/2011, do InCI (actual IMPIC).

19 de Dezembro
4.ª Feira, das 09h00 às 20h00
10 horas      |      80 €

Programa      |      Ficha de Inscrição